Nome técnico: Lipoaspiração

Partes do corpo: Abdome superior e inferior, flancos anteriores e posteriores ("pneuzinhos"), cintura, culote, quadril, face interna das coxas, joelhos, braço, queixo duplo.

Indicação: Tratar a gordura localizada que dificilmente é eliminada com dieta e exercícios. Não deve ser indicada como método de emagrecimento. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica orienta que a retirada máxima de gordura não deve ultrapassar 7% do peso corporal. Cirurgias em áreas extensas e grandes volumes têm maior probabilidade de deixar irregularidades.
Se houver excesso de pele, e se a pele for de má qualidade, com pouco elasticidade, a lipoaspiração pode culminar com uma flacidez de pele ainda mais evidente.

Idade recomendada: Após a adolescência, quando cessar o crescimento.

Anestesia: Local (se área e quantidade pequena), peridural ou geral.

Duração da cirurgia: de 1 hora a 4 hs.

Permanência na clínica ou hospital: Geralmente até um dia.

Cicatriz: Discreta, pequenos cortes (menos de um centímetro), geralmente em uma prega natural.

Pré-operatório: Arquivo fotográfico, exames laboratoriais, ultra som de abdome, pelve e parede abdominal e, se necessário, exames específicos para o paciente em questão.

Pós-operatório: É necessário o uso de cinta elástica por pelo menos 1 mês. Os pontos são retirados, geralmente, em uma semana.

Recuperação: Repouso relativo por uma semana. A Drenagem linfática é obrigatória para uma recuperação mais rápida, menos edema, menos nódulos endurecidos, um resultado mais satisfatório e homogêneo. É comum edema importante e equimose (roxidão) por toda a área aspirada. Em 21 dias a equimose some e em um mês 70% do edema já regrediu. A dor é subjetiva, variando muito de pessoa para pessoa, em geral sente-se como uma dor muscular forte, apos um exercício físico muito intenso.

Complicações: Apesar de serem raras, as complicações com maior incidência são: seroma (coleção de liquido seroso), coleção sanguinolenta, denominada hematoma, tromboses e problemas anestésicos. Um preparo pré-operatório adequado é fundamental para tentar evitá-las, assim como escolher um cirurgião plástico habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para executá-la. O tabagismo aumenta sensivelmente a incidência de complicação, portanto, é indispensável parar de fumar por pelo menos 20 dias antes da cirurgia.

Resultado definitivo: O resultado definitivo é alcançado por volta de 6 meses, tempo de amadurecimento da cicatriz e regressão do edema.

Diferentes modalidades:

Lipoescultura: Lipoaspiração das gosrduras localizadas e enxerto em áreas com pouco volume ou deprimidas para melhorar ou realçar a forma.. Ex: Glúteos, sulco nasogeniano (ao redor da boca), sulco glabelar (entre as sombracelhas). Parte da gordura enxertada (em torno de 40%) é reabsorvida. A gordura que "pegar" fica permanentemente no local aplicado.

Vibro Lipoaspiração: É a lipoaspiração realizada a partir de um aparelho que faz a cânula vibrar, pode ser por ar comprimido ou elétrica, promovendo uma aspiração menos traumática, menor sangramento, menor dor pós-operatória. Com a desvantagem de custo adicional do aparelho, e possível risco de queimadura nos aparelhos elétricos.

Lipoaspiração Ultrassônica: É a lipoaspiração em que na primeira fase se insere uma cânula com ponta de ultrasom, que visa liquefazer a gordura. Logo em seguida, faz-se a lipoaspiração tradicional, para aspirar a gordura liquefeita e tambem a gordura integra. A vantagem é uma menor dor pós-operatória, menor sangramento. Desvantagem: custo adicional pelo aparelho, risco de queimadura pela cânula de ultrasom, lesão da célula adiposa pelo ultrasom, impedindo de reenxertá-la (lipoescultura).

Lipoaspiração a Laser: É igual à ultrassônica, mas com laser no lugar do ultrassom. É muito pouco realizada, sendo seus resultados ainda pouco estudados.

Mini Lipo, Euro Lipo ou Lipo Light: é uma lipoaspiração realizada por setor (por partes), com volume menor lipoaspirado, geralmente realizada em clinicas ou consultórios. A vantagem é um procedimento menor, menos doloroso e com recuperação mais rápida do que uma lipo em tempo único. Desvantagens: maior chance de irregularidades, menor satisfação com a retirada menor de gordura do que o esperado.
Hidrolipo Aspirativa (HLPA) ou Lipomodulação: conhecida também como hidrolipo aspirativa, é a associação da hidrolipoclasia do ultra som e a lipoaspiração tradicional. Vantagem: menos traumática, menos dolorosa, devido à ação antiinflamatória e analgésica do ultrassom. Desvantagens: geralmente realizada por setores, tendo muitas vezes um custo maior do que uma lipo realizada em tempo único e maior risco de irregularidade.

Todos os procedimentos acima são de alguma forma lipoaspiração e, portanto, somente podem ser realizados por cirurgiões plásticos. O Conselho Federal de Medicina, não reconhece como especialidade médicos de "medicina estética". Sendo assim, somente os cirurgiões plásticos são gabaritados e legalmente habilitados a fazerem qualquer tipo de lipoaspiração. Como em qualquer ramo da medicina, a segurança está diretamente relacionada com a escolha de um especialista, bem treinado.